Translate

domingo, 30 de junho de 2013

BOLO DE VINAGRE COM GOTAS DE CHOCOLATE E UMA ESPECIAL REPORTAGEM






Esta semana fiquei muito feliz. Uma de minhas receitas figurou numa reportagem no Correio Braziliense, o jornal de maior circulação na minha cidade (Brasília, capital do Brasil).

 


Inspirada nas marchas e manifestações que estão acontecendo em todo o Brasil, que tem como um dos ícones, o vinagre, a reportagem trata dos diversos usos do vinagre na gastronomia. Em dezembro do ano passado, publiquei uma receita de bolo de vinagre, muito macio e gostoso. Este bolo foi visualizado pelo repórter do CB no meu blog, que o achou interessante e então, figurou na reportagem como uma das receitas.



Vocês podem ver a reportagem pela internet neste link (também saiu no Diário de Pernambuco, por serem diários associados).Bem, e para comemorar, deixo hoje uma receitinha de bolo de vinagre com gotas de chocolate.


BOLO DE VINAGRE COM GOTAS DE CHOCOLATE 

3 ovos
2 xíc (chá) de farinha de trigo
1 e ½ xícara de açúcar
3 colheres ( sopa) de manteiga
¾ xícara de leite
extrato de baunilha a gosto
¼  xícara (ou 4 colheres de sopa bem cheias) de vinagre de cidra ou maçã, ou outro de sua preferência
1 colher (sopa) de fermento em pó
raspas de limão, se desejar
200 g de chocolate para cobertura, picado
Forno pré-aquecido a 180º ou 200º
forma redonda de furo no meio ou retangular ( 20/28 cm)


Bata bem o açúcar com a manteiga e as gemas. Adicione as raspas de limão, se for usar
e vá colocando a farinha e leite aos poucos, batendo sempre.
Adicione o vinagre, mexendo bem.
Por último, acrescente o fermento, as claras batidas e o chocolate picado.
Unte e enfarinhe a forma, despeje a massa e leve ao fogo por talvez 30 min.
Espete o bolo  com um palito, se sair seco, está ok. 
Bom apetite!






domingo, 23 de junho de 2013

CANJICA




Olá a todos, aqui estou eu para mais um post...hehe.
Quem me acompanha sabe que meus post’s ocorrem no fim de semana, geralmente no domingo. Então, vamos lá! hehe.
Como estamos no mês das festas juninas, resolvi fazer um doce junino para esse fim de semana. E um dos doces que mais gosto é a canjica. Muito fácil de fazer, não tem erro.


Ingredientes:

250 g de milho para canjica (meio pacote)
3 copos de leite (600ml)
1 lata de leite condensado
metade de um coco sem a película marrom, picado
açúcar e canela em pau a gosto











Lave os grãos de milho e coloque-os para cozinhar até que fiquem macios. Isso deve ocorrer por volta de 3 horas cozinhando. Eu costumo cozinhar numa panela grande com água pela metade e vou completando a água para não secar. Não gosto de usar panela de pressão, pois o caldo do milho para canjica é denso e entope as válvulas, podendo causar acidentes.




Já com o milho bem cozido, acrescento a lata de leite condensado, o açúcar e a canela (uso uns 6 pedaços).
Coloque o coco em pedaços com ½ copo d’água e bata no liquidificador. Não bata demais, o coco deve ficar num estilo ralado grosso. Acrescente esta mistura na canjica e o leite. Mexa até ferver.
Desligue e está pronto. Pode servir quente ou gelado.






Eu gosto de quente, mas, no calor que está fazendo hoje, apesar do solstício do inverno em 21.06, prefiro saborear o doce bem gelado!!





sábado, 15 de junho de 2013

CRUMBLE DE MORANGO



Gosto muito de morangos, tanto para comê-los ao natural (eu e os meninos adoramos com aveia e mel) ou para incrementar receitas.

Outro dia, ao ver como os morangos começam a baratear e ficar cada vez maiores e mais bonitos, resolvi comprar uma quantidade a mais e experimentar  uma receita que há muito tempo quero fazer. O crumble.




Chegando em casa, busquei nos meus livros prediletos e fui achar no livro do querido Jamie Oliver – Jamie em casa. Lá consta uma bela receita do jeito que eu imaginava – porém com ruibarbos. Feita a substituição e mais alguns ajustes, saiu esse delicioso crumble que tive que repetir no final de semana seguinte.
É muito gostoso degustar um crumble, enfiar a colher na massa tipo farofa e buscar, lá no fundo, pedacinhos aveludados de morango envolvidos em um néctar fabuloso, decorrente do cozimento prolongado... nem eu imaginava que era tão bom assim! Agora, nesta casa, só se quer crumbles de sobremesa!!

A receita é muito simples e quase intuitiva. Adequei a quantidade dos ingredientes conforme a quantidade de morangos que eu tinha. O doce ficou com uma cor e textura fantásticas.


CRUMBLE DE MORANGO
Serve 3 pessoas
(Adaptado do livro Jamie em casa)

-  uma caixa e meia de morangos ( uma média de 30 morangos)
- 3 colheres de sopa de açúcar branco
- dois talos de capim-santo
- 8 colheres de sopa de farinha de trigo 
- 4 colheres de sopa de açúcar mascavo
- 4 colheres de sopa de margarina ou manteiga

Coloque os morangos picadoss numa panela com 3 colheres de açúcar branco e dois talos de capim-santo picados. Ligue o fogo, mexa suavemente e deixe cozinhar lentamente em fogo baixo até ferver por um minuto. Desligue o fogo.
Coloque os morangos num refratário ou em pequenos ramequins. Eu usei 5 ramequins pequenos.





Prepare a farofa misturando um pouco da farinha, a manteiga e o açúcar mascavo. Adicione a farinha aos poucos até obter uma massa um pouco mais úmida que uma farofa.
Coloque esssa farofa sobre os morangos e leve ao fogo médio até dourar e a calda dos morangos borbulhar. No meu forno foram 25 min.

Espere amornar e sirva!



domingo, 9 de junho de 2013

PÃO PREGUIÇA




Porque tem dia que a gente não está a fim...bate aquela preguiça, vontade de ficar de papo pro ar. Mas aí, também, dá vontade de comer pão. Aquele pão caseiro, gostoso. Mas, sabe...sovar a massa, descansar, sovar de novo...tarará....então, criei o  PÃO PREGUIÇA.

Lógico que não ficou aquela maciez estupenda. Mas também não ficou duro feito pedra!! hehehe Ficou um pão rústico, mas bem aerado. E muito gostoso! 


PÃO PREGUIÇA 

500 g de farinha de trigo
uma colher de sopa de fermento seco biológico
100 ml de leite morno
100g de açúcar refinado
5 ovos
150 g de manteiga derretida
raspas de uma laranja ou limão
50 g de amêndoas sem pele, picadas
50 g de Castanhas do Pará, sem pele, picadas


Preparo:
Misture bem a manteiga derretida, o fermento, os ovos, o leite e o açúcar. Numa bacia coloque a farinha de trigo, as raspas de limão ou laranja, faça um buraco no meio e coloque os ingredientes restantes. Vá misturando aos poucos com a colher. Quando já estiver com a massa mais compacta, misture com as mãos. Sove a massa colocando numa superfície enfarinhada, até ficar macia e elástica.
Forme uma bola e deixe descansar coberta com um pano morno, de preferência no forno, por uma ou mais horas. Depois disso, acrescente as castanhas e amêndoas, misture rapidamente, divida a massa em dois rolos, enrole um no outro e forme um círculo fechando as metades. Pincele a superfície do pão com uma gema de ovo batido acrescida de uma pitada de açúcar.
Coloque numa forma grande, untada e enfarinhada. Deixe crescer por mais uma hora.
Leve ao forno pré-aquecido durante cerca de 30 minutos ou até a massa ficar levemente dourada.



segunda-feira, 3 de junho de 2013

BOLINHOS DE CENOURA









Esta receita eu vi aqui, neste site, que a autora do blog tirou do livro Bill’s Open Kitchen” de Bill Granger.

A receita é ótima, os bolinhos são deliciosos, ótimo acompanhamento para um almoço!
Há várias receitas de bolinhos fritos às colheradas com legumes, inclusive a clássica, com abobrinha.
Mas esta versão é especial porque realça o sabor adocicado da cenoura. 




Adaptei alguns ingredientes -  no lugar de farinha de trigo normal, usei a integral orgânica; e preferi água natural em vez de água tônica. O cominho e cúrcuma  substituí por curry.


BOLINHOS DE CENOURA 


- ½  de xícara de farinha de trigo orgânica natural
- ½ xícara de água natural
- ½ colher de chá de curry
- ½ colher chá de açúcar
- ½ colher de chá de sal
- 2 xícaras de cenoura ralada no lado grosso
- cebolinha e coentro a gosto




Misture tudo, formando bolinhos a partir de colheradas e frite numa frigideira de fundo grosso, com 1/4 de copo de óleo. Pré-aqueça o óleo antes de colocar os bolinhos.
Eles fritam rapidíssimo, mal colocamos na frigideira, eles douram. Vire o outro lado para dourar. Retire e ponha num recipiente com papel-toalha para absorver o excesso de óleo. Estão prontos para servir!