Translate

domingo, 28 de abril de 2013

PÃO DE FORMA CASEIRO



Então.....pão de novo. hehe. Estou  na minha fase "pãosística" e só penso em fazer pão,  experimentar as diversas massas e receitas...e, eis que descobri essa nova receita e que trago aqui um pão de forma delicioso, macio e que serve tanto para comer com manteiga como para fazer um sanduíche legal.


A receita original deste pão de forma é para 2 kg e os ingredientes são medidos rigorosamente em gramas e pesados na balança, pois foi elaborada para pães artesanais (pães caseiros que se vendem em boulangeries). Como o nosso pão é caseiro, não há necessidade deste rigor todo. Adaptei a receita e ficou perfeita, resultando num pão saboroso e macio. 
NOTA: A receita original não faz a esponja, mas usa três fermentações. Achei por bem fazer a esponja, no que resultou em 3 fermentações, mais a da própria esponja. Bem, finalizando essas explicações, deixo para vocês a receita do pão de forma mais saboroso que já fiz e que já comi..heheheh.




PÃO DE FORMA CASEIRO

(Adaptado do livro  Pão – arte e ciência – Senac)

500 g (ou cerca de 4 xícaras de chá) de farinha de trigo
37,5 g (ou meia xícara de chá rasa) de fécula de batata
22g (ou 1/4 xícara de chá) de leite em pó
2 colheres de sopa (ou 2 envelopes) de fermento biológico seco
20 g (ou 1/8 de xícara de chá) de açúcar branco
1 colher de sopa cheia de manteiga
1 colher de chá de sal
forma de bolo inglês (21cm x 7cm)

Faça a esponja:

Bata no liquidificador 1 xícara de farinha de trigo, o leite em pó, o fermento, açúcar e a manteiga derretida. Deixe descansar de preferência no forno, por 30 minutos até 2 horas.
Ponha o restante da farinha numa vasilha grande e acrescente a esponja no meio, agregando aos poucos a farinha. 

1ª Fermentação: Em seguida sove a massa por uns 7 minutos ou até a massa estar macia e forme uma bola. Deixe crescer por 1 a 2 horas. 

2ª Fermentação: Pegue a massa  novamente, sove 1 minuto, só para tornar a formar a bola. Volte para a vasilha e deixe crescer mais duas horas, mais ou menos.

3ª Fermentação: Pegue a massa e coloque numa forma de bolo inglês (21cm x 7cm), untada com óleo. Deixe crescer de 1 a 2 horas. 
Pincele com gema de ovo ou leite com açúcar e leve ao forno baixo-médio por 20 a 30 m, depende do forno.

Ao retirar do forno, desenforme e deixe esfriar numa grelha ou o pão evapora e molha por baixo.

Este pão fica delicioso, macio e dura vários dias (lógico que, com o tempo, vai ficando durinho, hehe, mas conserva o sabor intacto e é possível tirar fatias mais finas e retas). NOTA: Eu conservo os pães que faço numa forma ou travessa coberto por um pano de prato limpo. Nunca abafe com vasilhas plásticas ou outra qualquer. Se abafar, o pão até fica mole, mas perde o sabor, umedece e mofa antes do tempo.


quinta-feira, 25 de abril de 2013

TARTE DE BANANA COM CHOCOLATE






Finalmente, o outono dar o ar de sua graça. Pelo menos aqui, no centro-oeste brasileiro, pois no nordeste e norte, o calorão continua, amenizado por algumas abençoadas chuvas.
Mas por aqui, o clima refrescou. E foi assim, do dia para a noite. Até sábado da semana passada, o calorão vigorava. Então o domingo veio fresco, agradável. A segunda esfriou mais um pouquinho e temos tido, desde então, noites e manhãs frias e o resto do dia agradável.
Já não era sem tempo porque o calor já estava de matar!!
Então, chega de conversa mole e vamos a nossa receitinha de hoje.


Hoje eu trouxe uma torta especial, que eu aprendi no blog da Isabel, o Emoção às Colheradas. A receita original está aqui.
Logo que vi a torta fiquei louca para fazer, o aspecto e os ingredientes me cativaram!

Achei a Isabel muito criativa, pois criou esta torta a partir de coisas que sobravam em sua geladeira.



Tentei adaptar os ingredientes de Portugal para os nossos ingredientes brasileiros.

Descobri que a massa quebrada é a nossa massa podre ( pâte sucrée) então fiz uma receita de massa podre para essa torta.

Como não conhecemos queijo creme, imaginei se seria como o nosso queijo catupiry de caixinha ou um requeijão cremoso. Por se tratar de torta, optei pelo requeijão cremoso. Deu certo.
Por preguiça de cozinhar a lata de leite condensado, usei a mesma quantidade de doce de leite pastoso. 
Esta torta leva balinhas caramelo, que deram um prazer extra a cada bocado, um gostinho de surpresa, pois é delicioso encontrar pedacinhos de caramelo nesta torta!
Eu a achei fantástica, sem ser excessivamente doce, pois o requeijão quebra o doce de leite e equilibra os sabores.

 Então vamos parar de blá blá blá e ir ao que interessa, hehehehe




TARTE DE BANANA COM CHOCOLATE

(A receita original você encontra aqui, no site Emoção às Colheradas).



1 receita de massa podre
250 g (1/2 lb.) de farinha de trigo
125 g (1/4 lb.) de manteiga gelada
2 gemas
100g (3 ½ oz.) de açúcar refinado
raspas de um limão ou laranja

Para a torta
1 requeijão cremoso
1 xícara de iogurte natural caseiro (se usar o industrializado, use 1 iogurte e meio, daqueles integrais de 170g)
4 ovos
1 lata de doce de leite pequena ( do tamanho de uma lata de leite condensado)
1 envelope de gelatina incolor em pó
2 bananas
10 caramelos
150 g de chocolate picado (uma xícara de chá)
Forno pré-aquecido a 180ºC/360ºF
uma assadeira de 28cm (10,5 inch) de diâmetro, com fundo falso


Preparo da massa:
Misture tudo cuidadosamente, na seguinte ordem: farinha, raspas de limão, manteiga, gemas, açúcar. Mexa com uma colher e só no final, use as mãos, para a massa não derreter.  Forme uma bola e leve à geladeira por 30 minutos.
OBS: Eu fiz a massa num dia e preparei a torta no outro.

Preparo da torta:
Num recipiente, misture o requeijão, iogurte, ovos, doce de leite e a gelatina, que deve ser dissolvida em 5 colheres de sopa de água e em seguida aquecida para derreter, 15 segundos no microondas. Então acrescente a gelatina ao creme e mexa muito bem.
DICA: Com um batedor de ovos é mais fácil para mexer por causa do doce de leite.

Forre uma forma de fundo falso com papel manteiga, unte com margarina sobre o papel e coloque a massa. Sobre a massa acomode as bananas em rodelas, o chocolate picado e os caramelos. Acrescente cuidadosamente o creme e leve ao forno médio-baixo por 40 minutos ou até dourar levemente. Retire, espere esfriar e leve à geladeira.




 Esta torta é muito, muito gostosa e serve bem tanto como sobremesa como para um lanche, pois é substancial.



Bom apetite!!









domingo, 21 de abril de 2013

SORBET DE MORANGO




Esta receita é muito fácil!

Tão fácil quanto refrescante. E com ela participo do passatempo  - Projeto “A Escolha do Ingrediente ,  criado pela querida Suzy do blog Tertúlia da Susy


E o ingrediente deste mês é o morango.
É uma humilde participação perto das delícias que tenho visto os amigos e amigas blogueiras postarem, mas eu acho que o que vale é participar e o espírito de partilhar.

E a receita, apesar de simples, é tão gostosa que vale a pena ser partilhada.
E aí está para vocês minha receita de sorbet de morango, que leva um pouquinho de iogurte para um sabor mais diferenciado, mas  é bem diferente de um frozen yogurt. Espero que gostem!


SORBET  DE  MORANGO
Serve 3 porções

Morangos frescos ( uma caixa – em torno de 20 moranguinhos)
1 xícara de leite
1 iogurte integral sem sabor
¾  xícara (chá) de açúcar branco (ou a gosto)
 ½ colher de sopa de hortelã fresco (4 a 5 folhas médias)

Corte os morangos em 4 e congele-os. Pode ser por 4 horas ou um dia. Eu congelei no dia anterior. Bata no liquidificador os morangos congelados com o açúcar, o leite e o iogurte. Espalhe a mistura numa forma e leve ao freezer. Depois de uma hora, raspe com uma espátula e leve ao freezer novamente. Repita a operação mais umas 3 ou 4 vezes. Está pronto para servir.
Eu faço cedo e na hora do almoço está pronto. Deve ser servido e imediatamente voltar para o freezer para não derreter.
É especialmente delicioso o sabor intenso do morango com o gostinho acentuado do hortelã,  e acima de tudo, é saudável e quase light, se compararmos com os sorvetes. E lá vai a DICA: Se desejar, pode usar açúcar adoçante granulado (eu indico o açúcar fit, da união), mas eu não saberia dizer a quantidade. Com certeza, menos que o açúcar comum. Tente usar 1/3 de xícara de chá e vá experimentando, até ficar do seu gosto. Use leite desnatado (é o que uso sempre). Já o iogurte prefiro o integral pela consistência. 






quinta-feira, 18 de abril de 2013

LASANHA DE FRANGO CREMOSA






Esta lasanha de frango é a grande estrela aqui em casa. Como todos aqui gostam muito de frango, ela é quase absoluta.... além de tudo é muito saborosa, cremosa, e finalmente é um prato completo.

LASANHA DE FRANGO
Serve 3-4 pessoas


500 g de massa para lasanha pré-cozida (usei quase tudo)
16 a 20 fatias de queijo mussarela
300g de peito de frango cozido e picado bem miúdo
pedacinhos de queijo gorgonzola


Molho de tomate rápido:
2 tomates grandes, vermelhos, picados sem sementes
1 cebola pequena
3 a 4 colheres de sopa de extrato de tomate
tomilho fresco - uma colher de sopa
manjericão  fresco  - duas colheres de sopa, por aí (usei o manjericão roxo - o da foto)
azeite com óleo (meio a meio) ou margarina para refogar (1 colher de sopa)
800 ml de água (4 xícaras de chá)
sal a gosto
açúcar – ½ colher de chá




PREPARO:

Em fogo baixo, refogue a cebola sem deixar queimar. Adicione o tomate, mexa um pouquinho, por último o extrato de tomate e metade da água. Tampe a panela e deixe cozinhar. Observe de vez em quando, a água não pode secar, vá acrescentando o restante aos poucos. Depois de uns 15 minutos, tempere com o sal e o açúcar, para quebrar a acidez, acrescente o frango e mexa. Cozinhe mais 5 minutos. Desligue e reserve.

Molho Branco  Rápido:
½ cebola pequena
noz- moscada – uma pitada
4 colheres de sopa de farinha de trigo
800 ml de leite

Faça o roux, fritando a cebola na manteiga e em seguida, acrescente a farinha. Mexa sempre, para cozinhar a farinha, mas não deixe tostar. Desligue o fogo, acrescente o leite aos poucos ( no começo, colheradas) e mexa vigorosamente com um fouet, até a massa atingir uma consistência homogênea. Ligue o fogo novamente e cozinhe, mexendo sempre, até ferver e desligue. Coloque um filme plástico por cima do molho caso não vá usar imediatamente, para evitar a formação de uma película.

M O  N T A G E M:

Num refratário, coloque uma camada farta de molho e distribua as folhas de lasanha.
Cubra com molho de tomate, queijo, mais molho de tomate. Coloque outra camada de folhas de lasanha e repita o procedimento.
Faça a penúltima camada e a última somente com a massa da lasanha, o queijo mussarela, pedacinhos de gorgonzola e o molho branco. A lasanha deve ser finalizada com o molho branco e polvilhada com o gorgonzola esmigalhado. Cubra com papel alumínio e leve ao forno médio por uns 20 minutos ou até borbulhar. Retire o papel alumínio e deixe dourar no grill do forno, ou, se não tiver, deixe mais uns minutinhos no forno sem o alumínio.
Quando estiver dourada, retire e sirva essa delícia! E bom apetite!
DICA: o segredo para ficar cremosa é sempre muito molho entre as camadas. Assim as folhas de lasanha não ressecam.

Veja como fica cremosa! O segredo é muito molho
 tanto do vermelho como do branco




 Ficou um pouquinho além do tempo no grill, hehe, mas ficou gostoso assim tostadinho, deu um aspecto rústico





Que tal fazer para o domingão, que está chegando? Prepare-se, compre os ingredientes e mãos a obra!












sexta-feira, 12 de abril de 2013

PÃEZINHOS DE LEITE CASEIROS











Não sou nenhuma mestra em pães, mas eu os faço! E regularmente, de forma que, cada vez mais que faço pães, mais jeito vou pegando, em lidar com a massa, o descanso, o ponto certo da sova e de parar a sova....são coisas que vêm com a  prática. Espero aprimorar cada vez mais pois é das coisas que mais gosto de fazer, além de serem saudáveis e saborosos. Dos pães que faço,  o melhor resultado que obtive foi com este pão doce trançado, por sinal, um dos meus posts mais populares.
Mas esta receita que trago hoje, é fácil, basta seguir as instruções direitinho que você conseguirá pãezinhos deliciosos para degustá-los acompanhados de uma manteiga aveludada e uma xícara de café com leite,  ou um chá, um cafézinho, um suco....de qualquer jeito. É muito bom!! hehehe






PÃEZINHOS DE LEITE CASEIROS 

Receita adaptada do livro  O Pão Na Mesa Brasileira - SENAC


6 xícaras (chá) de farinha de trigo (mais ou menos, comece com 5 xícaras)
1 colhes de sopa de fermento seco instantâneo
1/2 xícara (chá) de manteiga derretida
2 colheres de sopa de açúcar
2 ovos
11/4 xícara (chá) de leite morno

Preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, exceto a farinha.
Em uma bacia coloque a farinha, faça um buraco no meio e coloque ali a mistura liquidificada. Vá misturando aos poucos, agregando a farinha. Agregue só o suficiente para a massa ficar solta das mãos e poder sovar. O que sobrar na bacia, use depois para sovar a massa. quando grudar nas mãos.
Coloque a massa numa superfície enfarinhada e sove bem, até ficar macia e elástica.
Volte com a massa para a bacia e deixe descansar por uma hora ou mais, de preferência dentro do forno.
Depois de descansada a massa terá dobrado de volume. É hora de modelar os pãezinhos:  Corte a massa com uma espátula em vários retângulos, depois em quadrados. Transforme cada quadrado numa bola (bolear) e modele num formato comprido como um pãozinho francês. Faça um corte no  meio de cada pãozinho.




preparo e modelagem dos pãzinhos


Depois de modelados, disponha-os na forma untada (e enfarinhada, se quiser, pois descobri que não há necessidade de enfarinhar, só de untar com óleo ou margarina) e deixe descansar mais uma hora, pois nesse tempo eles tornam a crescer.
 Leve ao forno médio-baixo por uns 30 minutos mais ou menos, ou até corar.





Pincelei estes pãezinhos com margarina derretida, antes de levá-los ao forno para uma cor mais bonita e um aspecto rústico




Esta fornada foi pincelada com um ovo batido e  água
 5 minutinhos antes de sair do forno






 Então, que tal fazer esses pãezinhos para o fim de semana? Nesse tempo chuvoso, não há coisa melhor que um pãozinho quentinho saído do forno!! E o aroma que se espalha por toda a casa é algo que não dá pra explicar ...hehehe. Bom apetite!











sexta-feira, 5 de abril de 2013

ESPAGUETE RÁPIDO - Pratos do dia a dia




Hoje venho com mais um prato da tag Pratos do dia dia, porque, ultimamente, é o que estou fazendo e o que muita gente vêm fazendo também hehehe, às vezes por falta de tempo e às vezes, porque bate aquela preguicinha mesmo, hehehehe.

Quer fazer uma refeição prática e substanciosa, sem ser pesada demais?
Chegou do trabalho e quer uma refeição rápida, às vezes até para uma pessoa só? Vá de macarrão! O espaguete é uma massa versátil, combina com pratos rápidos. Esta receita eu fiz para 3 pessoas, e usei 350g de espaguete. Se quiser uma porção só, cozinhe de 100g a 150g de espaguete, depende se será prato único ou não.







ESPAGUETE RÁPIDO
Serve bem 3 pessoas

350g de espaguete
uma xícara de tomates cereja (usei sweet grapes, são mais doces)
um pimentão amarelo, cortado em meias rodelas (parta as rodelas no meio)
uma cebola pequena, picada
um dente de alho picado bem miudinho
azeite, manteiga ou óleo( cerca de 2 colheres de sopa)
salsichas (eu usei 6) 
tomilho fresco ou seco
uma pitada de colorau (1 colher de chá, mais ou menos)





Preparo:
Prepare o espaguete conforme as instruções da embalagem.
Enquanto isso, numa panela ou caçarola, coloque o óleo, o colorau e frite a cebola, mexendo sempre para não queimar, no fogo baixo. Depois acrescente o pimentão, os tomates cortados em rodelas, sem as sementes, e, por último, o alho. 






 Frite as salsichas em rodelas, numa panela com pouco óleo. Mexa-as de vez em quando para não queimarem. Depois de fritas, acrescente ao refogado.
Tudo pronto, desligue o fogo e acrescente aoo macarrão recém escorrido. com cuidado para não quebrar a massa. Acrescente o tomilho, se desejar.Leve à mesa e sirva quente.





Um pratinho de macarrão feito com capricho não dá trabalho quase nenhum e fica um prato apetitoso, com cara de comfort food e agrada crianças e adultos.





 Está servido?









Bom apetite e até a próxima!!