Translate

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

RISOTO DE LEGUMES DA HORTA OU RISOTO ROSADO






Minha irmã se mudou para uma casa espaçosa onde mais que depressa providenciou uma horta. Na verdade foi o contrário – ela providenciou a horta para quando se mudasse já estivesse pronta e produzindo. Dias e dias preparando sementeiras e levando para o “hortista”, aquele mãos de fada, responsável por concretizar o sonho, dela e tbm meu. E a horta foi se fazendo linda, forte, sadia e sem qq agrotóxico. Minha contribuição foi muito pouca, com mudinhas aqui e ali, mas adorei, acompanhei cada passo. E agora, colhemos, no próprio quintal, dela, cenourinhas (pequenas mesmo), beterrabas gorduchas doces de tão vermelhas! Foi com elas que preparei esse risoto.

300g de arroz árboreo
50 g de manteiga
½ cebola picada graúdo ou alho poró (1/2 xícara)
150 ml de vinho branco seco
200 ml de água
150 ml de caldo de beterraba
1 xíc. de ervilhas frescas pré-cozidas ou congeladas
1 xíc. de cenourinhas cortadas em rodelas e pré-cozidas ao dente
2 beterrabas pequenas limpas
queijo gorgonzola a gosto
sal a gosto

Quem quiser um passo a passo mais detalhado do preparo de um risoto, clique aqui, onde explico o passo-a-passo bem detalhado.

Se você já tem mais experiência, vamos lá: primeiro coloque as beterrabas para cozinhar em pouca água (que mal dê para cobri-las) e deixe ferver; refogue na metade da manteiga a cebola, ou alho poró, acrescente o alho, e em seguida o arroz. Depois adicione o vinho, deixe evaporar. Junte a água fervida das beterrabas aos poucos e intercale com a água. Vá colocando mais água nas beterrabas, sempre pouca, para a cor ficar bem acentuada, e ao ferver, repasse para a panela do risoto. E mexa  sempre, até o arroz ficar no ponto. Quando atingir o ponto ideal, acrescente as cenourinhas e ervilhas e deixe por uns 2 min. Acrescente a outra metade da menteiga e o queijo gorgonzola esfarelado. Mexa, desligue o fogo e feche a tampa por um min.
Leve à mesa bem quente, fumegante e chame a galera pra almoçar sem demora. Delicie-se!

P.S. – As beterrabas? Não foram para o risoto, que delas só aproveitei o suco do cozimento. Nem tampouco foram descartadas, isso não...hehehe. Transformaram-se numa bela salada e no Bolo de Beterrabas e Laranja, que, logo, logo, postarei aqui.




Nenhum comentário:

Postar um comentário